segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Destilando acidez



Um padre sincero

Boa noite, estamos todos aqui reunidos nesta noite, para dar apoio a este corajoso casal. E como vemos, eles precisam tanto, mas tanto de apoio e coragem neste grande momento, difícil, que pagam para que vocês venham hoje aqui, ouvir este padre (chatérrimo) e para, em grande quantidade, impedi-los de desistir.

Mas essa noite, nós falaremos a verdade, para que talvez, quem sabe com sorte, vocês sejam felizes. Vocês prometem amar a si mesmo? Prometem ser fiéis ao que vocês realmente são, antes de tentar ser fiel ao outro? Prometem não abrir mão do respeito por si mesmo? Prometem terem filhos e amá-los, se isso for um desejo dos dois? Prometem nãoresponsabilizar o outro pelos seus sentimentos e por suas inseguranças? O noivo promete não tratar a noiva como se fosse mamãe?

Prometem que não vão acreditar que serão felizes para sempre? Prometem também, que só irão tentar transformar a si mesmo e que não estão aqui com expectativas de mudar o outro depois de casado? Prometem, principalmente não prometer nada e seguir nesta relação com o lema dos alcoólicos anônimos em mente, "um dia depois do outro", hoje te amo,amanhã não sei?
Então desejo aos noivos muito amor, muita fidelidade a si mesmo e um pouco de pimenta, e muita sacanagem (saudável, claro!).



Andrea  Beheregaray