quinta-feira, 15 de março de 2012

Eu quero tudo o que tenho e só desejo o que posso.



"Foi conhecendo um quase amigo que  uma grande paixão começou. Simples como uma criança pedindo pra você brincar de roda com ela. Brincando de roda, trocamos segredos, confiei tanto na minha intuição que até compartilhei memórias, pensamentos, dores e alegrias; Como quando você conhece alguém e cria-se um laço confortável.
Só que eu sou boa em fazer falta e fui embora pq de repente eu senti medo, incerteza, insegurança surgindo como uma tempestade no mês de março no meu Rio de Janeiro. Fugi pq veio as razões, os traumas que sempre voltavam do passado mais q imperfeito e depois, o vazio, pq perder amor é fácil ( já sou expert ), mas, perder amigo me fere, me ultraja e me deprime e perder um amigo que eu precisava abraçar, sentir o cheiro, olhar e me sentir a pessoa mais compreendida do mundo todo foi mole não.
Foi mole não, porque já havia sido incorporado as minhas memórias uma sensação de pertencimento, de paz, de alegria por encontrar um sentimento desconhecido, mas que fazia bem.
Teve espumante, não teve holofote, tapete vermelho. Foi natural. Sem frio na barriga, interrogações deslizando pelas mãos suadas, uma urgência em saber se aquilo era ou não pra ser.

É que um dia a gente sente que quando é pra ser a gente sente."

Agora eu espero que possamos ficar bem,  porque certas coisas não dependem da gente pra acontecer, elas são mesmo assim e não adianta ter pressa.

Fico ali olhando p ele e tentando não me perder no mundo inteiro que ele colocou em mim...

Eu sou boa nesse lance de amar de olhar pra ele e só desejar o bem, o melhor, toda a sorte do mundo, toda a alegria possível.

Estou tentando mostrar tudo isso com um pouco mais de palavras, ações e um pouco menos com o meu olhar. E ontem ele falou tanto, tanto, meu olhar me contou uma história linda durante toda essa noite e eu acordei assim ...Cumprindo o trato dos meus olhos com o meu coração representado legalmente por minhas mãos nesse teclado.

Estou tentando lidar com essas dificuldades que você já conhece tão bem.

Daí não tive outra saída a não ser escrever os meus sentimentos, de uma forma meio torta, tudo isso que eu penso sobre uma das pessoas mais incríveis que já conheci e fico aqui, com os dedos cruzados, desejando que um dia eu possa fazer você enxergar toda essa imensidão em si mesmo.


Eu   posso você, assim, assim. Sem tirar nem por !