terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Das perdas, dos ganhos






Sentada na minha varanda, olhando para o quintal   eu chorei. 
Chorei por mim, analisando minha vida nos  últimos três anos  eu me assusto  porque o caminho pelo qual me tornei adulta é assombroso e foi muito difícil. 
Eu era uma menina ingênua,  governada por umas vontades cegas,  e essa pessoa, não existe mais.
Chorei porque enxergar e ter que lidar com essas mudanças da gente, na gente, dói diferente.  
Tenho sido cobrada por não estar num relacionamento, mas, veja bem, não são aquelas cobranças inquisidoras, desesperadas e manipuladores de pessoas q só julgam  não. São preocupações de pessoas que me amam e que me querem bem e que tem visto as pessoas que passaram interessadas em mim ultimamente e por isso essa reflexão;
Há algo diferente acontecendo comigo, o tão íntimo: Vamos lá?
E eu preciso de mudanças e eu não sei lidar com essa insatisfação que tem me acompanhado há um tempinho, não posso colocá-la de castigo e tentar ignorá-la...É hora de ação.
Tem que ter firmeza e acreditar e procurar pelas decisões mais acertadas.
È que antes eu me jogava tão bonito, eu mergulhava tão profundo e eu era paciente e eu era romântica e eu era. Eu era...
Eu vou ser testada de novo. E continuo sendo. É preciso ter força.
Quanto tempo vou precisar  pra descobrir o que existe dentro do meu peito?
Chorei  por duas horas, e chorei mais durante toda a noite e não conseguia mais acreditar em mim, na minha capacidade de amar e acreditar em  mim é  o que eu sei fazer de mais bonito. 
Chorei porque me descuidei e sem querer deixei  alguma parte sensível se perder de mim, chorei porque é patético me enxergar dessa forma, mais uma vez tentando apagar a minha própria estrela.
Chorei porque eu vi a minha estrela sozinha,esperando,esperando, esperando.

Eu quero doer, eu quero queimar, eu quero me arriscar, eu quero mudar tudo,eu quero me sujeitar, eu quero me entregar.


A vida é lá fora e eu tenho um montão de coisas pra conquistar.


Chorei porque daqui em diante chorarei menos.