quinta-feira, 19 de julho de 2012

De não ter você

Tem o sorriso de doer a alma. A alma de qualquer uma.
Tem é um  monte de palavras soltas, tem essa mudez, tem a  música, a banda,  tem a enrolação com as séries.
Tem a reprise de uma história que já deveria ter  cansado, tem a necessidade de  novos episódios e se faz urgente eliminar os  resquícios. 
E ela ainda tem que lidar com  manhãs e noites viradas.
E  tem ela, ela que a cada novo golpe...Ainda lembra. E ainda dói.

E ela ainda morre de novo.