domingo, 5 de dezembro de 2010

Minha Mãe...

As minhas unhas estão roídas, e eu estou sem voz... e essa semana eu nem sei como andou, se andou, como foi...
Me senti carregada, atropelada, arrastada, pelas pessoas, pela vida, por Dezembro... porque eu ouvi  a pior notícia do mundo...


"Melhore a qualidade de vida dela enquanto ainda há uma...




e foi assim. quando suspeitamos o que estava por vir, entramos na ala de emergência e olhamos p ela em silêncio... rede de proteção... os olhos se cruzavam e se desviavam, olhavam o chão, olhavam a janela,  Rio de Janeiro e o sol, lá fora... silêncio dos que esperam um milagre, qualquer coisa, um fiozinho de esperança... os telefones ligavam e enquanto a notícia era dada...pedíamos ajuda p ela ser removida e atendida...os amigos foram muitos...e muito importantes nessa hora...minhas mãos tremendo, só nos restava chorar... porque ela está nessa  briga por muito tempo, e as forças...a gente se cansa tb de ter força... levamos para um hospital particular já no auge da nossa fé...e o resultado?

Mais uma frase memorável ...digna ao menos:
- Não faremos aqui nada diferente do que estava sendo feito de onde ela veio,vcs gastarão tubos de dinheiros e será em vão...o tratamento dela é em um único lugar ...vcs sabem onde...
Transferência pra outro hospital,por indicação...médicos esperando por ela na porta...(nessa hora vi a importância do conhecimento...do famoso QI)...mais uma tentativa...mais uma frustração...
... e só resta aceitar a realidade... aceitar que nada, nunca mais, vai ser como era, porque antes ali havia uma mulher forte, com personalidade tão forte quanto difícil... e agora  existe o medo.... e aqueles poucos centímetros que me afastavam da dor eram maiores do que o que eu podia transpor, porque não há abraço que aquiete, não há palavra que console. silêncio, apenas....


Mãe não devia morrer nunca... porque é a coisa mais devastadora que pode acontecer com alguém...  não tem jeito. essa ferida não sara nunca...não podemos perder vc...
Já abracei a dor...abraçamos tds nós e podemos transpor tds essas dificuldades e lutar p vc ficar aqui com a gente...ate qd Deus quiser ...

Amanhã começa uma nova etapa ... outro hospital...pedi a Deus equilíbrio ...p mim...meus irmãos, meu pai...só isso...apenas...isso...


Dezembro tem sido um mês muito, muito ruim.