terça-feira, 21 de dezembro de 2010

A estrela da minha vida...

De todo o amor que eu tenho
Metade foi tu que me deu
Salvando minh`alma da vida
Sorrindo e fazendo o meu eu

Se queres partir ir embora
Me olha da onde estiver
Que eu vou te mostrar que eu to pronta
Me colha madura do pé

Salve, salve essa nega
Que axé ela tem
Te carrego no colo e te dou minha mão
Minha vida depende só do teu encanto
Cila pode ir tranquila
Teu rebanho tá pronto


Teu olho que brilha e não para
Tuas mãos de fazer tudo e até
A vida que chamo de minha
Neguinha, te encontro na fé

Me mostre um caminho agora
Um jeito de estar sem você
O apego não quer ir embora
Diaxo, ele tem que querer

Ó meu pai do céu, limpe tudo aí
Vai chegar a rainha
Precisando dormir
Quando ela chegar
Tu me faça um favor
Dê um banto a ela, que ela me benze aonde eu for

O fardo pesado que levas
Desagua na força que tens
Teu lar é no reino divino
Limpinho cheirando alecrim

http://www.vagalume.com.br/maria-gadu/dona-cila.html#ixzz18haKZYIl





Preciso escrever...preciso trilhar um caminho...preciso q meu cérebro retorne...preciso enfrentar a vida...e preciso enfeitar a realidade com todas as cores q fizeram parte da trajetória da minha mãe...
Foi tudo tão rápido,tão veloz.
Foi a terceira e fatal crise...ela lutou tanto e até na hora em que ela foi ...a dignidade (o q marcou sua vida) a acompanhou...


Deus disse assim: Venha comigo, me dá sua mão...pq vc é especial.Venha,vc não vai sofrer com essa doença.
Eu ouvi dos médicos, e realmente eu nunca conheci uma pessoa q não tenha sofrido um bom tempo com esse mal.
Minha mãe teve uma parada cardiorespirarória. foi instântanea.
O funeral foi lindo. lindo.lindo.
Digno de uma estrela. Tanta gente, lugar lindo. Jardim da Saudade de Paciência. 
Ela tava sorrindo ,serena,dormindo,levei o ursinho q ela amava muito e coloquei de frente p ela. O ursinho rindo p ela e ela sorrindo para o ursinho. Tds q chegavam achavam engraçado e emocionante.
Tava sentada fora da capela...veio uma menininha linda de uns 8 anos...e falou= _-tia,a moça tá dormindo com um ursinho...quem é ela?
- É minha mãe...
- ah...ela morreu? o q ela tem?
- ela tava cansada e foi dormir com papai do céu...não gostava mais da sua cama.
- Ah...e o ursinho? morreu tb?
- ri...ri muito...
- morreu não...ele só vai embora c ela ...pq eles se gostavam muito.
- poxa...e agora? como vc vai ficar sem o ursinho no Natal...


Pensei q  minha mãe estava ali ao meu lado já aprontando das suas...


Não sei quem eu sou...não sei o q faço...sei mais de nada. sei q tenho meu pai...tenho q deixar minha dor p depois e cuidar dele.


Do momento da notícia...até o sepultamento ...foi td sublimado. Tivemos q ir correndo p ver funeral,documentos...é estarnho, vc pega sua dor e guarda e parte pra ação...meus irmãos chegando, eu tendo q ajudá-los...Olhar o meu pai...


Meu Deus...eu  choro até dormir...  ontem eu não conseguia levantar do sofá da sala de espera, porque o mundo desabou de repente, assim, sem aviso... faltaram as forças, mesmo. Porque eu sinto saudades...Porque eu sei que eu nunca mais vou ver a minha mãe....como a gente conserta? tem conserto? eu tento viver... todo dia... não tem mais revolta... tem tristeza, tem saudade, tem esses momentos que eu dividiria com ela, e que ficam aqui, guardados, trancados. é impossível substituir pessoas...ela então seria humanamente impossível... o espaço que era dela é dela, ainda... aqui do lado... no outro canto do sofá... do outro lado da mesa... do outro lado da cama... é dela...