terça-feira, 16 de novembro de 2010

Ah, é tão bom estar em casa...na minha casa...nem que seja só pra jogar as coisas da geldeira fora...
Ao menos sinto o meu cheiro...o meu cheiro nas minhas coisas...o cheiro das minhas coisas...