quinta-feira, 26 de abril de 2012

Ser de você


Posso ter querido ser de outros, mas quando quis ser tua não quis ser mais de ninguém. E sou fiel. Talvez não a você e, sim, a esse sentimento que exista em mim.
Dessa maneira, todo esse sentimento e tudo o que escrevo agora só faz sentido porque sou tua e assim quero ser.
Independente da tua vontade.
Sou tua porque me entrego a você, não porque você me quer. E serei tua, só tua, para sempre tua, enquanto faltar-me fôlego, enquanto tropeçar nas palavras quando falo contigo numa mesa de bar, no sofá da minha casa, no seu banco carona.
Eu não sei falar, me embolo, não sei me fazer entender.
Mas, ser tua é o melhor que faço hoje.
Sou tua porque hoje é só isso que sei ser. 


Os dragões não conhecem ( mesmo ) o paraíso...