quinta-feira, 26 de maio de 2011

Hoje é o meu aniversário...



Hoje é meu aniversário, duvido que você tenha esquecido... 
Foi nesta data que, há 34 anos, vc quase morreu, levei quase dois dias p nascer... Eu jamais gostei de ter te marcado assim, mas você dizia que era por causa do sal ,  Só você né mãe pra  dizer uma mentira dessas e ainda assim parecer a maior verdade desse mundo.

Você passou um mês me chamando de Luciana ...Até meu pai confessar que tinha colocado o nome de Maria, Luciana era sua música preferida. Mas por inronia do destino eu sou mais uma das suas tantas Marias...

Depois de seis meses sem ouvir a sua voz, estou sentindo hoje uma falta diferente, a falta do seu "Parabéns, minha totota", não  aprendi a blindar o coração contra a saudade que sinto de você;  E hoje, não deu... Precisei te escrever. O aniversário de hoje não teria como ser bom, pq vc foi embora... 

A minha única  vontade hoje, foi ter você do meu lado e receber o seu abraço  com toda a força...
O meu amor nem mil anos vão apagar.

Eu queria te contar tantas coisas...  
Dizer que você estava absolutamente certa quanto ao ex, te aporrinhar fingindo não acreditar em nada só pra deixar você me convencer que ter fé é importante...
Fazer cara de paisagem quando vc me mandasse arrumar um marido bom...

Você,  sempre foi tão vaidosa e sempre se cuidou de uma jeito único,  Que jamais saía de casa (nem pra ir à padaria) sem um batonzinho, não ia acreditar que eu comprei três batons diferentes. Seu queixo ia cair de ver a quantidade de cremes q uso hoje ...só por sua causa...

 Que soubesse que estou segurando a onda de verdade, sozinha.
 Queria poder te dizer para não se preocupar com nada, que eu estou bem. E que eu entendo tudo, todas as suas decisões. Não precisa justificar nada, não, queria ter vc aqui em casa  hoje,  comer aquele bolo  com frutas e comer a sobra da cobetura direto da panela, depois vce ia fofocar sobre a família inteirinha, um por um até, depois ia fazer suposições sobre o final de Insensato Coração, tomar 6 xícaras de café, fazer planos de viajarmos juntas , me abençoar e pedir pra eu ligar quando chegasse em casa... Talvez me olhasse com aquele olhar q era só seu, cheio de medo por eu estar indo embora e  depois eu ia me acabar de chorar.

Eu não estou triste. Vou comemorar bastante no sábado com uma porção de gente que eu amo e que vc tbm amava. Recebi um tantão de demonstrações de carinho verdadeiro. Sei que isso também te deixaria feliz. Desculpe desabafar assim. Mas é que eu agora tenho uma cicatriz igualzinha à sua, enorme e feia. 
Só que a minha não é na barriga, é um pouquinho mais para cima, bem no meio do coração. 
E às vezes ela ainda dói bem forte.

Um beijo, com todo o meu amor.

Meio momento descontrol,meio Maria Milesi

Beijos a todos os meus amigos que são donos dos meus maiores carinhos...